Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

O Sítio São Roque em Mulungu, à 105 km de Fortaleza, no Maciço de Baturité, com mais de 100 anos de experiência é outro grande exemplo de história atrelada à cultura do café.

Seguindo a mesma linha de lembranças apaixonantes e encantadoras, tal qual ao Sítio São Luís em Pacoti, conheça um pouco mais do Sítio São Roque. O sítio faz parte da Rota do Café Verde elaborada pelo SEBRAE que busca o desenvolvimento da preservação ambiental da região de forma consciente e sustentável bem como o crescimento do turismo no Maciço de Baturité.

Um pouco de história

A história do Sítio São Roque começa com os pais de Seu Gerardo, o Seu Alfredo. Seu Gerardo Farias, estudante do Colégio Cearense (o colégio não existe mais, mas quem mora em Fortaleza sente saudades desse importante colégio), que sonhava em um dia ser dentista, somente aos 18 anos assumiu o comando do sítio e o cuidado de suas irmãs.

Inicialmente o sítio sobrevivia com o cultivo de frutas e açúcar, mas com a possibilidade de sucesso da plantação do café arábica à sombra do ingazeiro, esse também valorizado por dar proteção contra o sol e chuva ao café, foi que Seu Alfredo deu inicio à plantação do grão e transmitiu todo o seu conhecimento para o filho que se dedicou e desenvolveu a propriedade.

Seu Gerardo foi muito importante para o crescimento da cultura cafeeira. Foi o primeiro presidente da associação dos produtores ecológicos do Maciço de Baturité, possibilitando a exportação do café.

O café arábica é o famoso e delicioso café gourmet, com uma poção menor de cafeína, possibilita um aroma e doçura intensos com muitas variações de acidez, corpo e sabor. Aprendi isso com a D. Mônica filha de Seu Gerardo que nos acompanha na visita e conta a trajetória do sítio e as características do café cultivado na região.

Hoje Seu Gerardo gentilmente recebe cada visitante, acompanhado de sua filha, e conta sua história de vida, sua paixão que é sua família e claro como não amar e valorizar o café que tem sua história de produção em Mulungu entrelaçada à história de sua família.

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Seu Gerardo Farias e sua filha Mônica.

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

A Capela, a Casa Grande e o jardim

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Capela em homenagem à São Roque.

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Interior da Capela.

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Como é a Visita guiada no Sítio São Roque em Mulungu

Entrei direto com o carro, o sítio não tem porteiras, avistei três pessoas encontradas ao pé da faxina (nome dado ao local em que o café é seco). Dei bom dia e foi correspondida com um sorriso e um aperto de mão forte por Seu Gerardo, o patriarca da família, e suas filhas Mônica e Cássia.

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Faxina – local onde é seco o café. É a imagem que nos recebe.

Seu Gerardo, um senhor de 91 anos, junto à sua filha Mônica, guiam os visitantes por toda a propriedade. Se chegar cedo, você pode passear pelo sítio e fotografar belas imagens. A visita começa pelo Museu do Café, um local onde Seu Gerardo nos conta um pouco da história de sua família e a relação de anos de cultivo de café. No Museu, ainda está uma máquina de pilar café do ano de 1952 que ao final de toda a conversa, é posta em funcionamento.

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Estrada do Museu – local com alguns utensílios utilizados no manejo com o café e onde fica um piladeira.

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Material utilizado para medir e colher o café.

Depois caminhamos um pouco pela trilha, pensada especialmente para receber os visitantes. No decorrer do caminho, observamos várias espécies de vegetação local, dentre elas o ingazeiro e o cafeeiro, todos devidamente identificadas com o nome científico e o nome popular. No final da trilha, somos presenteados com uma saborosa degustação do café cultivado no sítio, à sombra de uma frondosa jaqueira, acompanhado de um saboroso Browne de café com castanhas e bolo de banana.

  Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Como agendar uma visita e Taxas

A visitação acontece aos sábados e domingos, de 10 h às 17h. É necessário agendamento prévio através:

(85) 3328 – 1328 / 9.9983-9875 / 9.9671-8083 / 9.9158 – 3598.

Facebook: https://www.facebook.com/sitiosaoroqueoficial

Instagram: https://www.instagram.com/sitiosaoroquemulungu/

E-mail: [email protected]

A visitação guiada, com trilha e degustação de café, torta de banana e pão caseiro: R$ 20,00 (preço de agosto de 2016). Para preços atualizados e outras formas de desconto, entre em contato através dos números de telefones acima.

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Sítio São Roque em Mulungu no Ceará

Café Arábica vendido na lojinha do sítio.

Como chegar

Vindo pela CE 060, vire à esquerda na estrada que dá acesso à Mulungu; vindo de Guaramiranga, vire à direita na estrada de acesso. Siga em frente, na primeira estradinha antes do Posto, vire à direita e em poucos quilômetros você chegará ao sítio. Todo o caminho é muito bem identificado, com placas em todo o percurso.

O Sítio São Roque em Mulungu é mais um importante parceiro na Rota do Café Verde no Maciço de Baturité. Além das visitas guiadas e as curiosas histórias, na época de colheita, o sítio proporciona aos seus visitantes, a vivencia no processo de colheita do café. Quando a data aproxima-se, é anunciado no Facebook do Sítio São Roque. Fique atento.

Abraços!

Jamille

Veja também

Hospedagem em Pacoti: booking

Mulungu

Hospedagem em Mulungu: Pousada e Restaurante Le Rêve

Guaramiranga

Hospedagem em Guaramiranga – Cabanas da Serra

Hospedagem em Guaramiranga – Chalé das Montanhas

Parque das Trilhas em Guaramiranga

Você também poderá gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>