Roteiro de Três dias em Braga

Roteiro de Três dias em Braga Portugal

Braga é a terceira maior cidade de Portugal, famosa pelo seu vinho verde. Uma cidade onde a cultura, história e religião andam juntas com o desenvolvimento tecnológico e o ensino universitário.

Recebe várias designações, uma delas a “cidade da juventude”, devido ao grande número de jovens habitantes, apesar de ser a cidade mais antiga de Portugal. Tem uma zona pedonal de 130 mil metros, favorecendo o trânsito de bicicletas e de pessoas, lidando bem com uma das grandes demandas urbanas dos tempos atuais que é mobilidade urbana.

Uma cidade apaixonante, cheia de adjetivos, visitei-a em Maio de 2015 e planejo voltar assim que puder. Vamos a um roteiro de viagem de três dias em Braga.

Como chegar a Braga?

Primeira pergunta que vem à cabeça de quem vai a Braga.

Chega-se à Braga a partir da cidade do Porto. Percurso com apenas 40 minutos de viagem de avião.

Quem se hospeda no Porto, faz um bate-volta “facim-facim”, pois Braga está a apenas 53 km do Porto. Porém, com a opção do bate-volta, deixa-se de conhecer várias riquezas históricas de Braga.

A partir do Porto, a estrada é perfeita. A maior parte percorrida pela via A3. Em 30 min, você estará em Braga.

Outra boa opção é ir de trem a partir da Estação São Bento no Porto (aliás, mesmo para quem não vai pegar um trem, vale a pena visitar a estação, pois é riquíssima em detalhes).

Onde ficar?

Definitivamente fique no centro histórico de Braga. Nessa região, você desloca-se muito bem para qualquer ponto turístico, fica nos melhores hotéis e pousadas (veja hospedagem em Braga: booking) e pode frequentar os melhores cafés e restaurantes. Com uma grande zona pedonal, caminhar no centro histórico será o seu melhor programa.

Hospedagem em Braga - roteiro de três dias em Braga

Vista da janela do quarto no Hotel Dona Sofia, localizado no centro histórico de Braga.

Onde comer?

Veja: Onde comer em Braga – post com nossas melhores escolhas da boa mesa de Braga.

Onde comer em Braga - roteiro de três dias em Braga.

A famosa frigideira do Cantinho.

O que fazer?

Para quem gosta de um roteiro redondinho, como eu gosto, segue uma sugestão de um roteiro de três dias. Os dias não são uma sequência, a ordem pode ser ajustada de acordo com sua disponibilidade.

Roteiro de Três dias em Braga

Todo o roteiro do primeiro dia pode perfeitamente ser executado a pé ou de bicicleta. Porém, para visitar o Santuário do Bom Jesus do Monte, o Mosteiro dos Tibães e Santuário do Sameiro será necessário usar o ônibus, “autocarros” como dizem os portugueses, ou um táxi. No período compreendido entre Junho e setembro, você pode contar com o ônibus turístico, o que facilitará bastante, pois pode levá-los aos pontos mais distantes.

1º Dia – Centro de Braga

Catedral da Sé de Braga

Comece pela Catedral da Sé. Construída no século XI, a Catedral é mais antiga do que o nosso Brasil. Os portugueses costumam usar a expressão “mais velho do que a Sé de Braga”, quando querem se referir a algo muito antigo.

Nela estão os túmulos de Henrique de Borgonha, conde de Portugal e sua esposa, Teresa de Leão, pais de D. Afonso Henriques, primeiro Rei de Portugal. Outros detalhes curiosos são as diversas capelas, túmulos de bispos, o altar-mor consagrado à Virgem Maria e os dois órgãos de tubos.

Faça uma visita guiada, na qual, percorrem-se as principais capelas com detalhes e curiosidades de cada uma.

R. Dom Paio Mendes, 4700-424 Braga, Portugal.

Roteiro de três dias em Braga

Catedral da Sé de Braga.

Roteiro de três dias em Braga

Seu altar-mor é consagrado à Virgem Maria.

Roteiro de três dias em Braga

Órgão de Tubos

Arco da Porta Nova

A frente da Catedral está o Arco da Porta Nova. Fazia parte da muralha que cercava a cidade na época medieval. Encontramos vários vestígios da muralha na cidade como a Torre do Castelo próximo à Arcada.

Roteiro de três dias em Braga

Arco da Porta Nova

Roteiro de três dias em Braga

Torre da antiga muralha.

Termas Romanas da Civicidade

Em 1977, escavações arqueológicas descobriram as ruínas das termas. Mas o que eram as termas?

As termas públicas, na antiga Roma, eram edifícios preparados para proporcionar aos habitantes da cidade a possibilidade de tomar o seu banho de acordo com as regras prescritas pela medicina da época. Segundo o ritual, o banhista percorria várias salas: primeiro untava o corpo com óleos e praticava alguns exercícios como ginástica ou luta livre. Entrava depois numa sala muito aquecida, o sudatório; passavam então ao caldário, sala ainda aquecida, onde podia lavar-se e retirar os restos de óleo; depois de uma curta passagem pelo tepidário, mergulhava na piscina do frigidário, cuja água gelada lhe revigorava o corpo, sendo em seguida massajado e untado de óleos aromáticos. Um verdadeiro “escalda” corpo com efeitos medicinais.

As ruínas das termas estão sub um galpão, com uma passarela ao redor e um computador com projeção, explicando cada etapa do processo e identificando o local físico nos restos arqueológicos à nossa frente.

R. Dr. Rocha Peixoto, Braga, Portugal.

Roteiro de três dias em Braga

Termas da Civicidade

Fonte do Ídolo

Comprando o ingresso das Termas Romanas da Civicidade, você adquire também o ingresso para visitar a Fonte do Ídolo, localizada próxima à Avenida da Liberdade.

É outro antigo monumento da época romana e o único a ter sobrevivido relativamente intacto até aos nossos dias, sendo muito importante pelas informações que fornece sobre o culto de deuses indígenas à época romana.

R. Raio, 4700-922 Braga, Portugal.

Roteiro de três dias em Braga

Fonte do Ídolo

Theatro Circo

Teatro centenário representou para Braga um grande desenvolvimento teatral em uma época em que a cidade vivia um período de grande desenvolvimento econômico e social.

Os dias e horários da visita guiada mudam conforme a programação do mês. Em maio de 2015, a visita guiada foi no sábado, às 14: 30 e custava 1,50 €. Informe-se antes.

Av. da Liberdade, 697 – 4710-251 Braga – Portugal. www.theatrocirco.com

Arcada

O nome Arcada deve-se à arcada ali existente. Eram aqui, desde fins do século XVI, que eram comercializados os gêneros que abasteciam a cidade.

Hoje o termo Arcada é usado para referir-se à Praça da República, praça que se abre entre os largos de São Francisco e Barão de São Martinho e as avenidas Central e da Liberdade. Ótimo local para “flanar”, ficar à toa, com inúmeros cafés, restaurantes e lojas.

Praça da República

Onde comer em Braga - roteiro de três dias em Braga

Praça da República
No primeiro plano, uma fonte, em segundo a Arcada.
Na praça localizam-se a Igreja da Lapa e dois cafés, emblemáticos, da cidade, ambos já centenários, o Café Vianna e o Astória.Visitamos o Café Vianna.
A praça foi aberta em fins da Idade Média. O nome Arcada deve-se à arcada ali existente.
Era aqui, desde fins do século XVI, que eram comercializados os gêneros que abasteciam a cidade.

Jardins de Santa Bárbara

Trata-se de um jardim público municipal, junto à ala medieval do Paço Episcopal Bracarense. Muito bonito e bem cuidado.

Rua Dr. Justino Cruz, 4700-317 Braga, Portugal.

Hospedagem em Braga - Roteiro de três dias em Braga

Nos arredores do hotel – Jardim de Santa Bárbara.

Esses são os principais pontos no centro histórico de Braga. Veja o roteiro do nosso primeiro dia abaixo:

Roteiro de Três dias em Braga

Detalhes da porta de um dos casarões antigos de Braga.

Roteiro de Três dias em Braga

Roteiro de Três dias em Braga


Roteiro de três dias em Braga

A vida anda tranquila em Braga.


2º Dia – Santuário do Bom Jesus do Monte.

Este santuário católico dedicado ao Senhor Bom Jesus constitui-se num conjunto formado por uma igreja, um escadaria onde se desenvolve a Via Sacra do Bom Jesus, uma área de mata (Parque do Bom Jesus), alguns hotéis e um funicular (Elevador do Bom Jesus). Meu fascínio pelo santuário foi tamanho que rendeu três posts relacionados ao lugar.

Veja: A Química da Fotografia, Santuário do Bom Jesus do Monte, Restaurante Panorâmico.

Estrada do Bom Jesus, 4715-261 Tenões, Portugal.

Santuário de Bom Jesus do Monte  - Roteiro de três dias em Braga

3º Dia – Mosteiro de São Martinho de Tibães ou Santuário de Nossa Senhora do Sameiro

Caso tenha mais tempo, duas opções bem interessantes são o Mosteiro de São Martinho de Tibães e o Santuário de Nossa Senhora do Sameiro.

O Mosteiro de São Martinho de Tibães ou Mosteiro dos Tibães foi um dos mais ricos e poderosos mosteiros do norte de Portugal. Outra grande importância do mosteiro deve-se ao fato de ter sido “estaleiro-escola”, uma espécie de centro difusor de cultura e estética; local de concentração de pedreiros, arquitetos, escultores, pintores, artistas, “imaginadores”, “criadores”, que deram vida aos vários estilos e obras de arte arquitetônicas espalhadas no mosteiro e na cidade.

Nele você pode fazer a visita sem acompanhamento com áudio guia ou acompanhado de um dos guias. Mais informações: Mosteiro de Tibães.

O Santuário de Nossa Senhora do Sameiro ou simplesmente Santuário do Sameiro é um dos centros de maior devoção mariana em Portugal, logo depois do Santuário de Fátima, em Fátima e do Santuário da Mãe Soberana, no Algarve.

Veja bem!

O Santuário do Bom Jesus do Monte, o Mosteiro de São Martinho de Tibães e o Santuário do Sameiro ficam ao redor do centro histórico, distante um do outro. O primeiro fica a 5 km do centro, o segundo a 8 km e o último a 10 km, todos opostos um do outro. Dedique um dia a cada um. Caso não possa, eu escolheria o Santuário do Bom Jesus do Monte. Fiquei apaixonada por ele.

Santuário de Nossa Senhora do Sameiro

Av. Nossa Sra. do Sameiro 44, 4715-616 Espinho – Braga, Portugal

Mosteiro de São Martinho de Tibães

R. do Mosteiro, 4700-565 Mire de Tibães, Braga, Portugal

Braga foi a cidade de Portugal que mais me encantou. Tudo me agradou. A hospitalidade de seu povo, a gentileza, os cafés, restaurantes, a memória histórica bem conservada (sou louca por um centro histórico), os jardins bem cuidados, o novo convivendo harmonicamente com o velho, o tradicional com o moderno, enfim, Braga é cidade que se desenvolve sem perder a sua consciência histórica. Não é uma cidade grande, mas certamente é uma grande cidade.

Com certeza viveria lá sem muito esforço.

Abraços!

Jamille

___________________________________________________

Acompanhe o Rascunhos de Fotografia pelas redes sociais, várias dicas do meu Ceará e do mundo também:

fb: https://www.facebook.com/rascunhosdefotografia
insta: https://instagram.com/blograscunhosdefotografia

___________________________________________________

Veja também

Portugal

Lisboa

Roteiro de 2 dias em Lisboa

Oceanário de Lisboa

Hospedagem em Lisboa: Largo da Sé Guest House

Como ir do Aeroporto de Lisboa ao Centro?

Qual chip comprar em Portugal?

Braga

Onde comer em Braga

As Frigideiras do Cantinho

Café A Brasileira – O sabor do Brasil em Braga

Restaurante Panorâmico – Santuário do Bom Jesus do Monte

Santuário do Bom Jesus do Monte – Braga

Hospedagem em Braga – Hotel Dona Sofia

Você também poderá gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>