Bate-volta à Petrópolis

Petrópolis: bate-volta a partir do Rio de Janeiro

Quando viajamos com crianças, são curiosas as suas impressões e comentários cheios de imaginação. Minha Júlia encanta-se com os museus e a história dos pontos turísticos que visitamos. Sempre consegue alinhar à história do lugar, seu mundo imaginário e particular e daí saem histórias encantadoras dignas de contos de livros infantis.

Visitamos com as crianças em 2012, a Cidade Imperial Petrópolis, no Rio de Janeiro. Imaginem como ficaram as ideias fantásticas da Júlia ao conhecer o Museu Imperial, O Palácio de Cristal e a Casa de Santos Dumont.

Em 2014, retornamos e redescobrimos a memória histórica dessa cidade. Com clima ameno, arquitetura histórica e vegetação abundante, é um lugar para desbravar conhecimentos ou simplesmente deliciar-se com o friozinho e descansar. Mas, para quem tem o tempo corrido como a família Rascunhos, transforma-se em um bate-volta quase obrigatório no Rio de Janeiro.

Roteiro de Um Dia em Petrópolis no Rio de Janeiro

Como ir

Em 2012, contratamos os serviços de uma agência de Copacabana (não lembro o nome – vou ficar devendo). Custou R$ 90,00, adulto, a Sabrina pagou meia e a Júlia não pagou. Partimos às oito da manhã rumo à Petrópolis. Em 2014, contratamos os serviços de um guia que nos levou de carro. Como já conhecíamos o roteiro, fizemos todo o tour novamente com os amigos para que conhecessem também.

Petrópolis fica a 65 km do Rio de Janeiro, maior percurso realizado pela BR-101, com estrada boa, mas que requer atenção frente às curvas e neblina, conforme a estação do ano. Chega-se lá facilmente. Além das duas opções (carro alugado ou agência de turismo), você pode também ir de ônibus.

De ônibus, através do Terminal Rodoviário Novo Rio, no Rio de Janeiro, com a empresa Única-Fácil.

O que fazer

Palácio Quintandinha

Bate-volta à Petrópolis

Palácio Quintandinha

Bate-volta à Petrópolis

Varanda do Palácio quintandinha

Bate-volta à Petrópolis

Entrada do Salão Mauá, onde eram os jogos do Cassino. Sua cúpula é a segunda maior do mundo.

Bate-volta à Petrópolis

Galeria das Estrelas – recebeu esse nome devido aos lustres em forma de estrelas. Suas vitrines laterais eram utilizadas para exposição e comercialização de jóias. Hoje expõem fotos de artistas que se apresentaram no hotel.

Bate-volta à Petrópolis

Piscina em formado de piano com calda e decoração inspirada na obra “20 mil léguas submarinas” de Júlio Verne.

Bate-volta à Petrópolis

Cozinha estratégicamente localizada no centro do hotel para ter fácil acesso aos demais locais. com capacidade para 100 cozinheiros trabalhando ao mesmo tempo.

Bate-volta à Petrópolis

Espaço infantil no Palácio Quintandinha

Construído para ser o maior Hotel Cassino da América Latina, hoje é um condomínio residencial, onde somente a parte inferior é aberta ao público. À sua frente, encontra-se um lindo lago artificial em forma de mapa do Brasil, com areia da praia de Copacabana, construído como suporte viável em caso de um incêndio. Este prédio é fascinante! Fico imaginando como era o dia a dia naquele lugar, as festas, os espetáculos, os quartos do hotel, realmente impressionante.

Visitas:  terça a sábado, das 10h às 17h.  Aos domingos e feriados,  10 as 16h. Para estudantes e idosos, a entrada custa R$ 3. Não associados ao Sesc pagam R$ 6, enquanto os associados entram gratuitamente. O uso da audioguia custa R$ 3 e R$ 6 para associados e não associados, respectivamente.

Fábrica de Chocolates

Trata-se apenas de um lugar onde são vendidos chocolates artesanais, mas que pelo nome chamou atenção das crianças. Nada de especial.

Museu Imperial

Bate-volta à Petrópolis

Museu Imperial de Petrópolis

Na nossa primeira visita, estava lotado. O Ingresso, na época, custava R$ 8,00, mas já estava incluído no passeio. Uma verdadeira aula de história. A Júlia adorou o “Palácio da Princesa de verdade”, como ela mesma diz.

Construído em estilo neoclássico, o palácio foi por anos residência de verão de Dom Pedro II e Dona Teresa Cristina. Em 1945, foi transformado em Museu através do decreto de Getúlio Vargas.

O local onde hoje são expostas as carruagens abrigava no passado as pessoas que trabalhavam no palácio. Todos eram assalariados. Não existia senzala no local.

Vale uma visita completa: interior do palácio, sala de carruagens e jardins.

Informações: www.museuimperial.gov.br

Catedral de S. Pedro de Alcântara

Bate-volta à Petrópolis

Detalhes dos vitrais na porta de entrada principal da Catedral de São Pedro de Alcântara.

Bate-volta à Petrópolis

Detalhes do altar na Catedral de São Pedro de Alcântara

Onde se encontra o Mausoléu Imperial com os restos mortais de D. Pedro II, a Imperatriz Teresa Cristina, Princesa Isabel e Conde d’Eu. Em estilo neogótico inspira-se nas catedrais do norte da França.

Casa de Santos Dumont

Bate-volta à Petrópolis

Casa de Santos Dumont

Bate-volta à Petrópolis

Mesa que servia para trabalho e como cama.

A Encantada, nome, também, da rua onde se encontra. Muito interessante. Construída e projetada pelo próprio Santos Dumont, conta com várias curiosidades, como o chuveiro com água quente, aquecido à álcool, a escada de entrada onde somente se pode subir com a perna direita e, na escada interior, com a perna esquerda e na qual também não existia cozinha.

Visitas:: terça a domingo de 9h às 17h30 (bilheteria até as 17h).
Ingresso: R$5,00 – Crianças de 7 anos, estudantes e maiores de 60 anos a 64 anos: R$2,50.
Endereço: Rua do Encanto, 22 – Centro

Palácio de Cristal

Bate-volta à Petrópolis

Palácio de Cristal

Presente de Conde d’Eu à Princesa Isabel, inspirado no Palácio de Cristal de Londres.

Museu Bohemia

Bate-volta à Petrópolis

Cervejaria Bohemia

Nele podemos fazer uma visita guiada com degustação ao final. Quem não topa? Visitamos em 2014 com os amigos. Mais fica para um próximo post.

Rua Teresa Cristina

Rua com várias opções de compras à preço acessível.

Onde comer

Bate-volta à Petrópolis

Restaurante com buffet self-service em Petrópolis.

Petrópolis tem uma boa estrutura de restaurantes. Em nossa última visita escolhemos o Restaurante Paladar, com boa diversificação no buffet self-service.

Onde ficar

Você pode pesquisar hospedagem boa e preço acessível no booking. Local onde faço minhas principais reservas.

Todas as atrações de Petrópolis são próximas, seguindo este roteiro, vai conhecer Petrópolis de uma maneira bem satisfatória. Os únicos locais mais distantes são a Fábrica de Chocolates e o Palácio Quitandinha. Terminamos o passeio na Rua Tereza Cristina para várias compras.

Com seus casarões e palacetes que relembram o tempo áureo do império, senti vontade de ficar mais dias e admirar melhor sua riqueza histórica e arquitetônica, além de curtir um pouco mais o clima de serra e seus atrativos naturais.

Aos olhos de uma criança, Petrópolis é uma cidade inspiradora para várias brincadeiras e contos infantis. Um Palácio onde viveu uma princesa, um Palácio de Cristal presente de um “príncipe” (Conde D’Eu – não era príncipe, eu sei) e uma casa cheia de curiosidade como a Casa de Santos Dumont, como não gostar?! Seja qual for o foco de sua viagem: cultural, histórica, aventura, natureza, descanso, família … certamente despertará o seu interesse e admiração pelo lugar.

Abraços!

Jamille Andrade

Serviço
Empresa Única – Fácil
Bilheteria: Novo Rio
Endereço: Av. Francisco Bicalho, 01 – Guichê 82 e 83 – Term. Rodov. Novo Rio – Santo Cristo – Rio de Janeiro/RJ
Telefone: 0800-886-1000

Bilheteria: Petrópolis
Endereço: Rod.Br 040 Km 82,9 s/nº – Guichê 01, 02 e 06 – Capela – Petrópolis/RJ – CEP: 25665-060
Telefone: 0800-886-1000

Você também poderá gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>